Home Blog
Imagem Responsiva

 


Dica: Como preparar seu produto para a venda em “atacado”?


Que tal?

Você, já pensou na possibilidade de ter seu artesanato sendo revendido por outros?

Poder fazer o seu artesanato e ter alguém outro que o revenda, pode ser uma boa opção para ampliar suas vendas.

Tem hora que é difícil a gente cuidar de tudo: criar, produzir, achar clientes, divulgar, vender…

E às vezes nem temos a intenção de grandes negócios, mas ter algum produto nosso na vitrine de outro, vendê-lo por “atacado”, pode ser uma boa forma de colocar as nossas peças no mundo.

 

Algumas dicas pra você se preparar!

  1. considere a possibilidade de ter alguém que queira revender seu produto: não subestime seu produto! Pode haver mais gente do que você alcança, querendo suas criações 🙂
  2. considere a possibilidade e ofereça seus produtos a lojas que tenham relação com o que você faz: tem muito lojista [online e de loja física] à procura de novidades, trabalhos diferentes e interessantes;
  3. formalize-se: pode ser como microempreendedor individual, pois a loja poderá precisar de nota fiscal da sua venda;
  4. se você não é formalizado, não desanime – há pequenos negócios que não exigem a nota fiscal – ainda assim, pense na formalização, o quanto antes, para não perder oportunidades!
  5. analise seus processos de confecção e produção: veja se você tem as condições de atender e fornecer regularmente o seu produto, de produzir em maior quantidade e podendo ofertar assim que for solicitado;
  6. defina o tipo de produto: analise, junto com o lojista, se você vai oferecer peças iguais ou se sempre exclusivas;
  7. revise sua composição de preços – você precisa garantir o seu custo, o seu lucro e, ainda assim, tornar viável a revenda. Se você não tem essa certeza, faça o teste abaixo e tenha uma ideia do quanto você precisa “mexer” em seus cálculos.
E aí?

Sua composição de preço comporta a venda por “atacado”?

Qual deve ser o seu preço de “atacado” do produto para alguém revender?
Esse aspecto é algo importante. Vários cursos na internet ensinam como fazer o preço do seu produto – e você certamente já aprendeu com eles. Mas para revender, é preciso repensar. Conversando com um grupo de artesãs e criativas, comentei dessa experiência e elas me pediram a planilha de custos que uso para compor o meu preço e o preço para quem vai revender meu produto. E foi aí que resolvi colocá-la à disposição, com o intuito de ajudar outros, que possam utilizá-la e, com isso, se desenvolver.

Teste seu preço

Faça um rápido teste: considerando o preço final de seu produto hoje, quanto você receberia para que um pequeno lojista o revenda pelo mesmo preço final?

Teste seu preço!

Sim?

Se você respondeu SIM

 

Não?

Se você respondeu NÃO